O Caminho da Vida

Photo by Brian Mann on Unsplash

Sempre gosto de pegar mensagens que já foram escritas para refletir, afinal há séculos não existe nada de realmente novo e revelador. Parece que todo conhecimento sempre esteve e sempre estará por ai pairando pelo ar.

E nos tempos atuais, com todas as conquistas e globalização não temos mais desculpas.

O que nos falta agora não é tempo... não essa não é a desculpa. O que nos falta verdadeiramente é coragem para fazer diferente, mas diferente com amor, com ternura, com leveza e beleza.

Vivemos em um momento onde "todos sabem tudo de tudo, mas poucos praticam o que sabem e falam". Temos mestres, diplomados, doutores em tudo, menos na vida, na bondade, na gentileza  na sinceridade, na ternura e assim vai. Incrível isso não é mesmo?

O mundo está virando um caos pois a maioria preocupa-se somente com seu ego, com seus pertences, com suas certezas. E no momento histórico tão globalizado esquecemos de globalizar. Irônico isso, não acha?

Então, convido você a ler essa mensagem com seu coração. A quanto tempo você não faz isso?
Ela é de 1940 e parece ser tão real.

Seguir um caminho diferente é possível, talvez você encontre companhia, talvez algumas pessoas possam ver suas pegadas e te seguiam, e talvez sua pegadas apaguem com o tempo e ninguém perceba, mas se você fizer a sua parte,  acredite não é pequena, você estará mudando o curso que estamos seguindo, mesmo que em um pequeno grau.

Vale a pena refletir!

E responda-me nos comentários ou envie um email para eliane@elianesantos.com:
O que podemos fazer individualmente para mudar isso, para seguirmos o caminho da Liberdade e da Beleza?


“Me desculpem, mas eu não quero ser um imperador. Não é esse o meu ofício. Não quero governar ou conquistar ninguém. Gostaria de ajudar a todos — se possível — judeus, não-judeus, negros e brancos.
Todos nós queremos ajudar uns aos outros. O ser humano é assim. Desejamos viver para a felicidade do próximo — não para seu sofrimento. Não queremos odiar e desprezar uns aos outros. Neste mundo há lugar para todos. A terra, que é boa e rica, pode prover todas as nossas necessidades.
O estilo de vida poderia ser livre e belo, mas nós perdemos o caminho. A ganância envenenou a alma do homem, criou uma barreira de ódio e nos guiou no caminho de assassinato e sofrimento. Desenvolvemos a velocidade, mas nos fechamos em nós mesmos. A máquina, que produz abundância, nos deixou em necessidade. Nosso conhecimento nos fez cínicos; nossa inteligência nos fez cruéis e severos.
Pensamos demais e sentimos muito pouco. Mais do que máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que de inteligência, precisamos de gentileza e bondade. Sem essas virtudes, a vida será violenta e tudo será perdido.
A aviação e o rádio nos aproximou. A natureza dessas invenções grita em desespero pela bondade do homem, um apelo à irmandade universal e à união de todos nós.
Mesmo agora que a minha voz chega a milhões de pessoas pelo mundo afora, milhões de desesperados, homens, mulheres, crianças, vítimas de um sistema que faz o homem torturar e prender pessoas inocentes.
Aos que me podem ouvir eu digo: “Não se desesperem!” O sofrimento que está entre nós agora é apenas a passagem da ganância, a amargura de homens que temem o progresso humano.
O ódio do homem vai passar e os ditadores morrerão. E o poder que que eles tomaram das pessoas, vai retornar para as pessoas. Enquanto os homens morrerem, a liberdade nunca se acabará.
Soldados! Não se entreguem a esses homens cruéis. Homens que desprezam e escravizam vocês, que querem reger suas vidas e dizer o que pensar, o que falar e o que sentir, que treinam vocês e tratam com desprezo para depois serem sacrificados na guerra.
Não se entreguem a esses homens artificiais. Homens-máquina, com mente e coração de máquina. Vocês não são máquinas, não são desprezíveis! Você é homem! Você tem o amor da humanidade no seu coração. Você não odeia, só os que não são amados e não naturais que odeiam.
Soldados! Não lutem pela escravidão! Lutem pela liberdade! No décimo sétimo capítulo de São Lucas é escrito: ‘o Reino de Deus está dentro do homem’ — não de um só homem ou de um grupo de homens, mas de todos os homens, em você!
Vocês, o povo, têm o poder — o poder de criar máquinas, o poder de criar felicidade! Vocês, o povo, têm o poder de fazer desta vida livre e bela, de fazer desta vida uma aventura maravilhosa.
Portanto — em nome da democracia —vamos usar desse poder, vamos todos nos unir! Vamos lutar por um mundo novo, um mundo decente, que dê ao homem uma chance de trabalhar, que dê um futuro a juventude e segurança aos idosos.
Foi prometendo essas coisas que cruéis chegaram ao poder. Mas eles mentiram! Não cumpriram sua promessa e nunca cumprirão! Ditadores libertam eles mesmos, mas escravizam as pessoas. Agora vamos lutar para que essa promessa seja cumprida, vamos lutar para libertar o mundo, acabar com as fronteiras nacionais, dar fim à ganância, ao ódio e à intolerância.
Vamos lutar por um mundo de razão, um mundo em que a ciência e o progresso vão levar à felicidade de todos.
Soldados, em nome da democracia, vamos todos nos unir!”

(O Último discurso, do filme O Grande Ditador  1940)
Charles Chaplin

E se você chegou até aqui, lembre-se de responder nos comentários ou envie um email para eliane@elianesantos.com:

O que podemos fazer individualmente para mudar isso, para seguirmos o caminho da Liberdade e da Beleza?

2 comentários:

  1. É um belo texto... Parece a princípio utópico (ou talvez eu esteja negativista hoje). Por outro lado eu nunca mais esqueci a frase "Comece pelo homem no espelho". Acredito que um mundo mais justo, mais belo, mais livre, depende do querer de cada um. E quem não quer? Façamos a nossa parte e contaminemos os que nos cercam com nosso exemplo.

    ResponderExcluir
  2. Utopia talvez Nelson, mas temos que acreditar que é possível e fazer a diferença começando por dentro de nós e em nossas ações.
    Obrigada pelo comentário... Abraços de Luz!

    ResponderExcluir

Olá Deixe seu comentário, sua dica ou até mesmo sua sugestão.
Diga o que você gostou ou se foi útil.
Ficarei muito feliz com seu comentário.

Obrigada!!!