Se você tiver um tempo e pesquisar na internet você provavelmente irá encontrar muitas pessoas de vários ramos de atividades falando sobre a importância de focar-se e de concentrar-se. Principalmente concentra-se em coisas que realmente importam, que são essenciais, mas o que você talvez não encontre com tanta frequência são pessoas que realmente fazem isso.

Sabe porque é tão difícil encontrar pessoas que realmente sabem e conseguem focar em seus planos e objetivo?

Porque na verdade fazer isso requer que você aprenda a dizer “Não”, pois para você focar em algo que você deseja ou sonhe, provavelmente você estará fazendo alguma “troca”, tirando sua atenção de coisas, pessoas e pensamentos para colocar sua energia no que realmente importa.

E isso significa dizer não para as outras coisas.

Mas eu e nem mesmo você pode julgar as pessoas que tem dificuldades de dizer não, afinal não é uma tarefa tão simples assim e todos temos boas razões para isso:

- Talvez você tema que ao dizendo “não” corra o risco de talvez perder uma grande oportunidade.

- Ou medo de simplesmente entrar no barco e começar a navegar, medo de deixar as coisas, de desapegar, de queimar pontes que não servem e não te leva a lugar algum.

- E muitas vezes você pode não saber como lidar com o desapontamento de outras pessoas em relação as suas escolhas

Isso parece familiar para você?

Agora, pensar dessa forma não faz de você uma pessoa fraca ou que não sabe o que quer. Esse tipo de comportamento e pensamento é muito comum no ser humano. Então imagine se é difícil tomar este tipo de decisão como você fica quando falha com você mesmo? Quando você perde a chance de realizar coisas mais importantes? 

Isso pode ser muito mais frustrante e vai te acompanhar por muito mais tempo do que o sentimento de ter desapontado alguém por dizer “não”.

E porque será que é tão difícil saber diferenciar o que é essencial do que, não é?

A primeira coisa é que temos dificuldades em definir o que é realmente importante, o que é essencial. Quando isso acontece ficamos totalmente indefessos, por outro lado se você tem o que é essencial para você bem claro é como se você tivesse um campo de proteção, uma barreira para o que não é essencial entre em sua vida, e assim não leve você para outro caminho.

A segunda coisa é que não queremos deixar as outras pessoas desapontadas conosco, ficamos preocupado em “machucar” nosso relacionamento, mas esse tipo de pensamento te distrai, te tira da realidade e por vezes ao dizer “não” a alguém pode te levar ao arrependimento, mas será por pouco tempo ou você pode dizer sim e arrepender-se por dias, semanas, meses e até mesmo anos.

A única forma de sair dessa armadilha é aprender a dizer não de forma firme, resoluta e claro sendo: educado, verdadeiro, amoroso e respeitoso com as outras pessoas.

Aprender a dizer não ao que não é essencial ajuda você a liberar energia, espaço e tempo assim você pode fazer menos, mas melhor.


Fonte: Essentialism: The Disciplined Pursuit of Less - Autor: Greg Mckeown 


Photo by Toa Heftiba on Unsplash



Colocar a sua mente focada em apenas uma única coisa, pode ser muito desafiador quando você está cercado por distrações constantes. No mundo totalmente conectado em que vivemos diversões e distrações estão a apenas um clique de distância. Mesmo quando você está em um momento tranquilo, em um momento de paz, quando você mesmo espera já está la checando so seu facebook, instagram ou algum jogo e etc.

Felizmente nosso foco é parecido com um músculo, quanto mais você trabalha na construção mais forte ele fica. 

Então, você pode me perguntar: Por que o foco é tão importante? A capacidade de se concentrar em algo em seu ambiente e direcionar o esforço mental em direção a ele é fundamental para aprender coisas novas, alcançar objetivos e ter um bom desempenho em uma ampla variedade de situações. 

Melhorar o seu foco mental é algo que você pode alcançar, mas isso não significa que seja necessariamente rápido e fácil. Vai ser preciso um esforço real de sua parte e você pode ter que fazer algumas mudanças importantes em alguns de seus hábitos diários.


Aqui estão algumas dicas e truques que podem ajudá-lo a desenvolver foco mental e concentração.


DIMINUIR AS DISTRAÇÕES

Admita, você sabia que esse seria uma dos tópicos, não é mesmo? Embora possa parecer óbvio, muitas vezes as pessoas subestimam o número de distrações que as impedem de se concentrar na tarefa que deve ser realizada 

Minimizar as fontes de distração geralmente parece mais fácil do que realmente é. Embora possa ser tão simples quanto desligar a televisão ou o rádio, talvez seja muito mais difícil lidar com um colega de trabalho, cônjuge, filho ou colega de quarto que está sendo interrompido.

Uma maneira de lidar com isso é separar um tempo e um local específicos e pedir para ser deixado sozinho por um período de tempo. Outra alternativa é procurar um local calmo onde você saiba que será capaz de trabalhar sem ser incomodado. 

Outra coisa importante a lembrar é que nem todas as distrações são externas. Ruídos e interrupções ambientais costumam ser mais fáceis de controlar do que as distrações internas que podem dificultar a concentração de sua atenção. Exaustão, preocupação, ansiedade, baixa motivação e outras perturbações internas podem ser particularmente difíceis de evitar.

Para minimizar ou eliminar tais distrações internas certificar-se de que você está bem descansado antes da tarefa e usar pensamentos positivos e imagens para combater a ansiedade e a preocupação. Se você encontrar a sua mente vagando em direção a pensamentos perturbadores, conscientemente traga seu foco de volta para a tarefa que está a sua frente.

FAZER UMA COISA DE CADA VEZ

Ser uma pessoa multitarefa, às vezes, parece ser uma ótima maneira de fazer muita coisa rapidamente mas malabarismos com várias tarefas de uma só vez pode reduzir drasticamente a produtividade e dificulta muito a compreensão dos detalhes realmente importantes. Por quê? Como nossos recursos de atenção são limitados, é importante usá-los com sabedoria.

Pense na sua atenção como um holofote. Se você destacar esse holofote em uma área específica, poderá ver as coisas com muita clareza. Se você tentasse espalhar a mesma quantidade de luz através de um grande quarto escuro, você poderia apenas vislumbrar os contornos sombrios.

VIVER NO AQUI E AGORA

É difícil ficar mentalmente focado quando você está ruminando sobre o passado, preocupando-se com o futuro, ou se desligando do momento presente por algum outro motivo. Você provavelmente já me ouviu falar sobre a importância de "estar presente". 

Essa noção de estar presente também é essencial para recapturar seu foco mental. Manter-se envolvido no aqui e agora mantém sua atenção afiada e seus recursos mentais aperfeiçoados nos detalhes que realmente importam em um ponto específico no tempo.

Você não pode mudar o passado e o futuro ainda não aconteceu, mas o que você faz hoje pode ajudá-lo a evitar a repetição de erros do passado e abrir caminho para um futuro mais bem-sucedido.

ATENÇÃO PLENA

Esse é um tema muito atual e por boas razões. Apesar do fato de que as pessoas praticam formas de meditação e de atenção plena por milhares de anos, seus benefícios à saúde só começaram a ser entendidos recentemente.

Praticar a atenção plena pode envolver aprender a meditar, mas também pode ser tão simples quanto tentar um exercício rápido e fácil de respiração profunda. 

Nesse artigo tem um bom material para você entender um pouco mais: Respiração abdominal

FAÇA PEQUENAS PAUSAS

Você já tentou se concentrar na mesma coisa por um longo período de tempo? Depois de um tempo, seu foco começa a se desintegrar e fica cada vez mais difícil E seu desempenho acaba caindo

Explicações tradicionais em psicologia sugeriram que isso se deve ao esgotamento dos recursos atenção, mas alguns pesquisadores acreditam que tem mais a ver com a tendência do cérebro de ignorar fontes de estimulação constante.

Então, qual é a solução?

Fazer pausas muito breves, mudando sua atenção em outro lugar pode melhorar drasticamente o foco mental. Então, da próxima vez que você estiver trabalhando em uma tarefa prolongada, certifique-se de fazer uma pausa mental ocasional. Mude sua atenção para algo não relacionado à tarefa em questão, mesmo que seja apenas por alguns instantes. Estes breves momentos de descanso podem significar que você é capaz de manter seu foco mental afiado e seu desempenho alto quando você realmente precisa dele.

CONTINUE PRATICANDO

Construindo seu foco mental não é algo que vai acontecer durante a noite.Um dos primeiros passos é reconhecer o impacto que a distração está tendo na sua vida. Se você está se esforçando para alcançar seus objetivos e se deparando com detalhes sem importância, é hora de começar a dar mais valor ao seu tempo. Ao construir seu foco mental, você descobrirá que é capaz de realizar mais e se concentrar nas coisas da vida que realmente lhe trazem sucesso, alegria e satisfação.


Acho que você já percebeu que não existem fórmulas mágicas, tudo está ligado a AÇÃO de querer mudar.

E muitos dos tópicos que coloquei aqui você já dever ter visto algo parecido em outros posts, sabe porque? Simplesmente não existem segredos, tudo gira sempre em torno de ações direcionadas a mudança.

Se gostou, deixa um comentário ou compartilhe, talvez alguém hoje pode estar precisando saber dessas dicas.


Photo by rawpixel on Unsplash


Mesmo achando que não pode. 


Se você ainda não é, já pensou em ser um pessoa matutina? Será que isso é possível?

Primeiro de tudo, sim. É possível. 

Mas o que você precisa saber é que isso é mais como mudar um sistema de crenças e um conjunto de hábitos, e para que funcione precisa ser intencional. Você precisa querer realmente fazer essa mudança em sua vida.

Por que você gostaria de fazer isso? As razões são bem convincentes. “Pessoas matutinas” tendem a:

  • Fazer mais dinheiro.
  • Ser mais produtivo.
  • Ser mais saudável e viver mais.
  • Ser mais feliz e satisfeito em suas vidas.



Mas como você realmente se torna uma pessoa matutina se não for uma agora? Aqui estão nove passos que você pode começar a partir de hoje:

1 - Mude sua história. Muitas pessoas dizem: "Eu não sou uma pessoa da manhã", como se fosse um fato imutável. E se você descobrisse que isso é apenas uma preferência e que você provavelmente levou anos praticando? O que aconteceria se você mudasse a história e começasse a dizer a si mesmo: “Eu sou uma pessoa matutina”. Esse é o primeiro passo para ajustar o seu comportamento para adequa-lo à sua nova história.

2 - Determine o que está em jogo. Sempre que quero mudar alguma coisa em minha vida ou realizar um objetivo significativo, começo articulando para mim mesma por que é importante. Anote em uma folha de papel o que se tornar uma pessoa matinal tornaria possível. Então, por outro lado, anote o que está em risco se você não o fizer. Isso é ótimo quando você está motivado; no entanto, o valor real desse trabalho é manter você em atividade quando você perceber que falta entusiasmo.

3 - Planeje seu sono. Como mudar qualquer outro hábito, você tem que se preparar para o sucesso. Você provavelmente não pode ir para a cama na mesma hora que esta acostumado e dormir menos. Seu corpo vai resistir. Em vez disso, se você sabe que precisa de sete horas de sono e sabe que gostaria de acordar às cinco da manhã, calcule ao contrário para determinar a que horas deve estar dormindo.

4 - Use um alarme.  Se você ainda não é uma pessoa da manhã, provavelmente precisará usar um alarme, não tem problema algum, isso faz parte do treino mental e fisico. Se você usa o alarme em seu celular ou outro aparelho, uma dica é coloque-lo no outro lado do quarto - então você tem que se levantar para desligá-lo.

5 - Ligue todas as luzes. O ambiente fornece pistas sutis para o seu corpo, por isso sabe como deve responder. Quando escurece, seu corpo naturalmente começa a se preparar para dormir (a menos que você tenha condicionado de outra forma). Quando fica claro, você naturalmente começa a acordar. Se você quiser iniciar este processo e sinalizar ao seu corpo que é hora de levantar, simule a luz do dia. Ligue todas as luzes da sala. Acredite isso é uma coisa que meu filho de 5 anos faz e ninguém ensinou para ele.

6 - Prepare suas roupas. Se você fica tonto quando se levanta, menos decisões você precisa ter para melhorar. Então, tome a decisão sobre o que vestir na noite anterior. Se você se vestir imediatamente, também é menos provável que tire a roupa e volte para a cama. Uma dica para quem quer acordar cedo e praticar atividade física é deixar a roupa separada, assim que acordar já coloca a roupa, isso condiciona seu corpo para a atividade.

7 - Beba uma xícara de café. Quem me conhece sabe que adoro um café fresquinho, já tirei algumas vezes de minha dieta,  no entanto, estou convencida de que é benéfico com moderação. Ele é importante para o inicio do meu dia, mas você também pode usar um chá de sua preferencia que te desperte pela manhã.

8 - Procure um parceiro/a de responsabilidade. Seja um mentor ou ajude um colega, encontre alguém que entenda o valor da responsabilidade. Explique seu objetivo, diga-lhe por que é importante para você e, em seguida, conceda-lhe permissão para manter o foco. Uma ideia um ligar para outro, assim garante que os dois comecem bem e focados!

9 - Comprometa-se por vinte e um dias. Para quem conhece um pouco de PNL sabe que ser consistente é o segredo de muitas mudanças de atitude e comportamental. Eu recomendo que você se torne uma pessoa matutina por três semanas e então decida se isso se tornará ou não uma parte permanente de sua vida. Pesquisas dizem que geralmente leva mais tempo do que isso para formar um hábito, mas três semanas devem lhe dar uma ideia suficiente para continuar. Se não, você pelo menos deu uma chance. Se assim for, agora você tem um novo hábito que pode servir bem para o resto da sua vida.

Para ser honesta com você, a verdadeira questão aqui não é tornar-se uma pessoa da manhã em si. O que eu realmente quero dizer é que você tem mais poder do que pensa.


Eu realmente acredito que você tem o poder de mudar seu comportamento e atitudes para ajustar a historia que você está contado para você mesmo. 
A grande questão é: Qual a historia que você esta contando hoje? Eliane Santos

Você  não precisa ficar preso a comportamentos que vem realizando até hoje, como seres cheios de conhecimento e sabedoria podemos nos levar a profundas mudanças, se assim desejarmos.


E então, você quer ser uma pessoa da manhã?






Photo by Brooke Lark on Unsplash








Visual        Auditivo       Cinestésico


Quer saber um pouco mais sobre você?
Quer saber um pouco mais como as outras pessoas funcionam?


Então comece por aqui:

Primeiro quero que você entenda isso:

O que é Sistema representacional? - São os diferentes canais através dos quais nós representamos informações internamente, usando nossos sentidos: visual (visão); auditivo (audição); cinestésico (sensação corporal); olfativo (olfato) e gustativo (gosto).

O que é Sistema representacional preferido ou preferencial? - O sistema representacional que um indivíduo tipicamente usa para pensar de forma consciente e organizar sua experiência.


Abaixo algus exemplos de palavras de base sensorial para estudar e recordar.


VISUAL (v)AUDITIVO (a)CINESTÉSICO (k ou c)INESPECÍFICOS
Ver, olhar
mostrar, perspectiva
imagem
claro, esclarecer
luminoso, sombrio
brilhante, colorido
visualizar, iluminar
vago, impreciso, nítido
brumoso, uma cena
horizonte, clarão
fotográfico
Ouvir, falar
dizer, escutar
perguntar, dialogar
acordo, desacordo
soar, ruído
ritmo, melodioso
musical
harmonioso
tonalidade, discortante
sinfonia, cacofonia
gritar, urrar
Sentir, tocar
em contato com
conectado, relaxado
concreto, pressão
sensível, insensível
sensitivo, delicado
sólido, firme, imobilizado
mole, ferido, ligado
caloroso, frio
tensão, duro, excitado
carregado, descarregado
Percebe
experimenta
entende
pensa
aprende
processa
decide
motiva
considera
muda
tem em mente


Quanto mais você sabe sobre os sistemas representacionais, você terá mais condições de perceber os sistemas das outras pessoas e comunicar-se melhor com elas e isso acontece em casa, no trabalho, com amigos, reuniões de negócios, negociações, vendas e etc

Se você já é um Praticante de PNL ou pretende ser lembre-se que  essa percepção e o estudo para identificação dos canais de comunicação são essências e de grande ajuda quando você estiver aplicando alguma da técnicas de PNL. Para isso você precisa perceber gestos, palavras utilizadas ficando atento ao quadro que coloquei acima.

Selecionei alguns exercícios que podem ser utilizado por você para seu aperfeiçoamento e estimular os seus sentidos.

Pratique e estimule principalmente aquele canal que não é de sua preferencia.

Visual
1. Olhar à sua volta, fechar os olhos e visualizar o que estava vendo antes.
2. Jogo da memória, caça-palavras, jogo dos 7 erros.
3. Perceber o maior número de cores à sua volta.
4. Quando caminhando na rua prestar atenção nos prédios, árvores e edifícios à sua volta.

Auditivo
1. Ficar algum tempo de olhos fechados e prestar atenção ao maior número de sons à sua volta.
2. Ouvir música de olhos fechados e perceber os sons dos diferentes instrumentos.
3. Experimentar falar em diferentes tons e velocidades (mais agudo/mais grave; mais rápido/mais lento).
4. Quando estiver falando, preste atenção ao som de sua voz.

Cinestésico
1. Tomar banho prestando atenção às sensações corporais.
2. Prestar atenção às diferentes texturas dos objetos (roupas, almofadas, papel).
3. Sentir o cheiro da comida antes de começar a comer.
4. Antes de dormir, ir relaxando uma parte do corpo de cada vez, prestando atenção às sensações.

Mas faça isso como uma grande diversão, assim seu aprendizado fixa muito melhor em seu inconsciente.

E você sabe como descobrir o seu canal preferencial?
Quer saber?

Coloque nos comentários

Envelhecer não é opcional certo? Você já percebeu que a medida que o tempo passa você já não é mentalmente tão afiado assim?E você sabia que de fato seu cérebro está encolhendo?

Sim,  e isso é apenas a vida como é e não há nada que você possa fazer sobre isso, certo? Errado. 


Pesquisas indicam que podemos assumir o controle de alterações no cérebro e até mesmo fazer nossos cérebros maiores, não menores, à medida que envelhecemos e consequentemente melhorar o pensamento e a memória. A chave é a meditação.

Qualidade de vida é tudo, principalmente a medida que o tempo passa.
Abaixo trago para você o resultado de uma pesquisa sobre as alterações no cérebro e a meditação.

Vem comigo...

Voltando em 2009, cientistas da UCLA fizeram uma descoberta surpreendente. Eles descobriram que os cérebros de pessoas que tinham meditado a longo prazo eram diferentes do cérebro de pessoas que não praticam a meditação. Para ser mais específico, os pesquisadores encontraram evidências de que determinadas regiões no cérebro de meditadores de longo prazo eram maiores. Eles também tinham mais matéria cinzenta do que os cérebros de pessoas que não meditavam.

Este fato foi surpreendente e importante, porque os cérebros normalmente escolhem com a idade, um processo que pode explicar a memória e outros problemas cognitivos experimentados por pessoas idosas. Cientistas do Massachusetts General Hospital (MGH) concluiram que após oito semanas praticando a meditação regularmente, foram produzidas mudanças mensuráveis nos participantes, nas regiões do cérebro associadas à memória, auto-estima, empatia e stress.

Agora vem a prova ainda maior de que a meditação faz algo profundo e benéfico, para o cérebro humano. Um estudo de acompanhamento pela equipe da UCLA mostra que pessoas que meditam têm conexões mais fortes entre regiões do cérebro. Além do mais, eles têm muito menos atrofia do cérebro relacionadas com a idade.

Qual é o significado? Conexões mais fortes aumentam a capacidade dos sinais elétricos do cérebro trabalharem rapidamente - o que sugere uma série de pensar e de benefícios para a memória. Além disso, esses efeitos não foram só encontrados aqui e ali, mas em todos os cérebros de meditantes

O estudo envolveu 27 indivíduos já praticantes de meditação, com idade média de 52, juntamente com 27 indivíduos iniciantes na meditação (grupo de controle ), servindo como instrumentos de estudo e pesquisa. Ambos os grupos consistiram de 11 homens e 16 mulheres. Acima de tudo, os meditadores vinham praticando meditação, por cinco anos ou mais.

Os pesquisadores descobriram que as diferenças entre os cérebros dos indivíduos que ja eram meditantes e os cérebros de iniciantes do grupo controle não foram limitados a uma região central do cérebro, mas sim envolvidos em larga escala nas redes de todo o cérebro, bem como estruturas límbicas e do tronco cerebral.

Segundo Dr. Luder: "É possível que ativamente meditando, especialmente durante um longo período de tempo, possa induzir mudanças em um nível micro-anatômico," "A meditação parece ser um poderoso exercício mental, com o potencial de mudar a estrutura física do cérebro em geral."

Em outras palavras, parece ser uma forma de assumir o controle de mudanças no cérebro que, até agora, tem sido consideradas como uma parte inevitável do envelhecimento. A meditação pode manter o cérebro mais jovem, mais em forma e torná-lo literalmente maior. Também pode trabalhar mais rápido, mesmo à medida que envelhecemos.

Por isso cada dia mais, a meditação fica mais e mais popular. Independente do nome da técnica utilizada ela traz grande benefícios para a saúde do praticante em vários níveis em nosso corpo.

Então, o que você está esperando para começar a meditar?
5, 10, 20 minutos por dia podem ser um bom investimento a longo prazo.

Quer envelhecer com saúde e qualidade de vida?
Vem para o Conexão UpMind.


Clique aqui



Fonte: www.naturalnews.com/033005_meditation_brain_health.html